. Original Photos of Village of Castelo de Vide, Portugal




. Original Photos of Portugal & Other Countries


Photos: CHURCH / Igreja Nossa Senhora da Penha

Click in the pictures, for open the photos









GOOGLE MAPS: OPEN MAP


This INFO is only in: PORTUGUESE


Categoria: Arquitectura religiosa

Tipologia: Igreja

Freguesia: Santa Maria da Devesa

Protecção Legal: Inexistente

Nota Histórica: Situada no topo da serra, com acesso por escadório, a capela desenvolve planta em forma de L, com nave trapezoidal, capela-mor circular e sacristia rectangular, à esquerda. Sobre a porta principal encontra-se aplicado um registo azul e branco representado Nossa Senhora da Penha.
 
in "http://www.fontedavila.org"

 
A LENDA DA SENHORA DA PENHA

Reza a lenda da Senhora da Penha que, andando certo dia um pastor a guardar o rebanho, viu um grupo de malfeitores que planeavam roubar-lhe as ovelhas.
Tendo nessa altura invocado Nossa Senhora que apareceu ao pastor montada num burrinho, cujas pegadas ainda hoje podem notar-se no granito, transformou o dia em noite, impedindo assim que se consumasse o roubo.
O povo da Vila, vendo que na serra era de noite e sabendo posteriormente o que tinha acontecido, resolveu edificar uma capela à Senhora da Penha. Escolheu para o local o sítio do Pouso, situado no sopé da serra.
Mas cada vez que as obras eram iniciadas, eram misteriosamente destruídas, chegando o povo de Castelo de Vide a montar guarda durante a noite para impedir tal destruição o que não resultou.
Só quando a capela se começou a construir no local da aparição é que foi possível completá-la e assim altaneira, olha a vila.
Esta igreja remonta ao séc. XVI. Fica situada no cimo da serra de São Paulo, a 1 km para Sudoeste de Castelo de Vide.
Ao subir para a Capela de Nossa Senhora da Penha, existe um assento de pedra, do lado esquerdo da escadaria de acesso, onde toda a gente se vai sentar para dizer uma quadra que os mais velhos cantavam:
“Cadeirinha de Nossa Senhora,
Cadeirinha do meu bem;
Onde se sentou Nossa Senhora
Sento-me eu também”
Conta o povo que quem se sentar na cadeirinha, levantar os pés do chão e pedir três desejos e não os revelar a ninguém, esses desejos seriam concedidos.
 
in "http://nortealentejano.blogspot.pt"

 
A IGREJA NO CIMO DA SERRA DE SÃO PAULO

Esta igreja remonta ao séc. XVI. Fica situada no cimo da serra de São Paulo, a 1 km para Sudoeste de Castelo de Vide.
O seu conjunto é constituído por três volumes: nave, capela-mor e sacristia.
A nave é trapezoidal, o tecto é em abóbada de berços e arranca de uma cornija recta. Na parede Norte há um nicho e uma pia em mármore para água benta. Na parede Oeste abre-se o arco triunfal de volta perfeita com uma porta gradeada em ferro, que comunica com a capela-mor. Todas as paredes são revestidas a azulejo branco até ao arranque da abóbada, junto ao solo há um rodapé de azulejos azuis e brancos formando xadrez.
A capela-mor de planta circular, o tecto é uma cúpula semiesférica. Na parede Norte abre-se uma fresta para iluminação e na parede oposta, o vão de acesso à sacristia.
O altar está colocado na parede Oeste, é de estilo barroco com um nicho ao centro que contem a imagem da Senhora da Penha.
Todo o conjunto é revestido a azulejos. Na fachada principal abrem-se três vãos: a porta principal, uma fresta gradeada à esquerda e sobrepujando a porta rasga-se um óculo em forma de trevo de quatro folhas, encimado por um painel de azulejos que representam a Senhora da Penha. No ângulo superior do frontão ergue-se uma cruz em granito.

in http://noticiasdecastelodevide.blogspot.pt"

 
Revestimento

Categoria: Azulejo

Nota Histórica: Integralmente revestida por azulejo de padrão do século XVII, a Capela de Nossa Senhora da Penha constitui, com a Igreja de Nossa Senhora da Alegria e de São Tiago, um significativo testemunho do gosto por este género de aplicação cerâmica, com padrões muito semelhantes entre si, na vila de Castelo de Vide. 

in "http://www.fontedavila.org"

 
Designação Ermida de Nossa Senhora da Penha

Outras Designações / Pesquisas Ermida de Nossa Senhora da Penha / Capela de Nossa Senhora da Penha

Categoria / Tipologia Arquitectura Religiosa / Ermida

Divisão Administrativa Portalegre / Castelo de Vide / São João Baptista

Endereço / Local Sítio do Pouso, Serra da Penha

Situação Actual Procedimento caducado - sem protecção legal

Categoria de Protecção Não aplicável

Cronologia Procedimento caducado nos termos do artigo 78.º do Decreto-Lei n.º 309/2009, DR, 1.ª série, N.º 206 de 23-10-2009, alterado pelo Decreto-Lei n.º 265/2012, DR, 1.ª série, n.º 251, de 28-12-2012
Procedimento prorrogado até 31-12-2012 pelo Decreto-Lei n.º 115/2011, DR, 1.ª série, n.º 232, de 5-12-2011
Procedimento prorrogado pelo Despacho n.º 19338/2010, DR, 2.ª série, n.º 252, de 30-12-2010

Nota Histórico-Artistica Implantada num afloramento rochoso no cimo da serra de São Mamede, a capela de Nossa Senhora da Penha é antecedida por um longo escadório, que termina no adro fronteiro à ermida, onde se ergue um cruzeiro, aqui colocado no início do século XX. Este é um miradouro privilegiado, sobranceiro à vila, que se observa em toda a sua extensão, e a partir do qual se avistam territórios bem mais longínquos. O adro prolonga-se, depois, num espaço bem mais reduzido, que acompanha todo o perímetro da capela. Esta, desenvolve-se numa planta em forma de L, com nave de secção trapezoidal, que se articula com a capela-mor, circular e, do lado do Evangelho, a sacristia, de desenho rectangular.
O Livro de Tombo do Arquivo Municipal permite fazer remontar a edificação da capela aos anos imediatamente anteriores a 1570, uma vez que subsistem dois registos desse ano: o primeiro, de 24 de Março, refere-se à licença concedida pelo Bispo de Portalegre para a construção de um altar e a celebração da primeira missa; o segundo às obras de reparação efectuadas e ao levantamento de casas anexas para que os seus moradores se responsabilizassem pela ermida e por uma outra muito próxima, dedicada a São Miguel. Muito embora os registos não permitam concluir a qual das ermidas as reparações eram referentes, a verdade é que não restam dúvidas sobre a existência, em 1570, da Senhora da Penha, edificada a expensas do concelho (REPENICADO, pp. 128-129).
A fachada principal, de remate em empena e cunhais pintados, é aberta por um portal de verga curva com ombreiras gravadas, ladeado por uma janela de dimensões reduzidas, e sobrepujado por óculo quadrilobado e por um registo de azulejos azuis e brancos com a representação de Nossa Senhora da Penha. Nas restantes fachadas apenas há a mencionar, a Sul, um afloramento granítico visível no interior da nave, e a Norte um banco.
No interior, a nave é coberta por abóbada de berço e as paredes são revestidas por um rodapé de azulejo em xadrez azul e branco e por azulejos brancos até à cornija. Do lado da Epístola, encontra-se um nicho e uma pia de água benta.
A capela-mor, com cúpula semiesférica, é totalmente revestida por azulejos de padrão seiscentista, identificados no corpus reunido por Santos Simões como de maçarocas ou pinhas (p-102), com cercaduras vulgares de acantos (C7). O mesmo padrão é visível numa outra igreja da vila, situada no interior do castelo - Nossa Senhora da Alegria (SIMÕES, 1971, p. 204). O retábulo-mor, em alvenaria pintada, apresenta planta côncava, com duas colunas laterais e tribuna, encimada por ático de volutas e cartela central.
Assim, podemos concluir que, à primeira campanha de obras da segunda metade do século XVI, sucedeu, já em meados da centúria seguinte, uma outra, decorativa, responsável pelo revestimento azulejar da capela-mor, terminando as intervenções com o retábulo, de linguagem barroca. A grade que fecha o arco triunfal, de volta perfeita, foi colocada há poucos anos, para evitar as frequentes profanações de que o templo era alvo, entre os quais o furto da imagem de Nossa Senhora da Penha. A que hoje observamos é uma réplica da original. (Rosário Carvalho)


Bibliografia

Título "Relação de Sucessos Históricos, Notícias e Acontecimentos Políticos, Administrativos, Sociais e Outros da Notável Vila de Castelo de Vide, separata do jornal O Castelovidense, n.º 281 - 397."
Data 1965
Autor(es) REPENICADO, António Vicente Raposo

Título "Castelo de Vide - Arquitectura Religiosa, vol I"
Data 1981
Autor(es) TRINDADE, Diamantino Sanches

Título "Breve roteiro da notável vila de Castelo de Vide"
Local Castelo de Vide
Data 1966
Autor(es) REPENICADO, António Vicente Raposo

Título "Azulejaria em Portugal no século XVII"
Local Lisboa
Data 1971
Autor(es) SIMÕES, J. M. dos Santos

Título "Memória Histórica da muito notável vila de Castelo de Vide"
Local Castelo de Vide
Data 1908
Autor(es) VIDEIRA, César Augusto de Faria

“http://www.patrimoniocultural.gov.pt”

 

Photos: CHURCH / Igreja Nossa Senhora da Luz

Click in the pictures, for open the photos

 


GOOGLE MAPS: OPEN MAP


This INFO is only in: PORTUGUESE


Categoria: Arquitectura religiosa

Tipologia: Igreja


Freguesia: São Tiago Maior


Protecção Legal: Inexistente


Nota Histórica: Capela de nave única antecedida por galilé. Apresenta capela-mor escalonada com sacristia adossada do lado esquerdo. A fachada termina em empena e o portal, rectilíneo, é ladeado por duas janelas quadrangulares, gradadas [IPA PT041205030036]. De acordo com a inscrição aplicada do lado da Epístola no arco triunfal, a capela foi instituída em 1609 por Francisco Rodrigues Henriques, com três missas semanais conforme escritura lavrada por tabelião, em 1634: "ESTA IRMIDA D NOSSA SENHORA DA LVZ/HE DE FRCO ROIZ HENRIQUES MOR EM LISBOA E/ DE SEVS HERDEIROS QUE SE FES A SVA CVSTA/ NO ANO DE 609. TEM MISSAS CADA SOMA=/ NA E FABRICA COMO SE VERA ESCRI=/TVRA.NAS NOTAS D Y DIAS. ANO DE 634".

in "http://www.fontedavila.org"

 
Categoria: Azulejo

Nota Histórica: A Capela de Nossa Senhora da Luz apresenta um painel de azulejos figurativos, representando Nossa Senhora da Luz, sobre o portal, e, no interior, revestimento de azulejos de padrão, na nave, e de enxaquetados, na capela-mor.


 
in "http://www.fontedavila.org"